Coworking ou Espaço Próprio: como decidir?

Os modelos de organização das empresas tem sofrido muitas mudanças aos longo dos últimos anos, buscando formas de funcionamento pelo melhor custo possível nas suas estruturas.  É preciso buscar a eficiência com o menor gasto.

Os espaços de Coworking surgiram como uma alternativa para muitas pequenas e médias empresas terem um ambiente corporativo a um custo operacional muito menor, sem investimento de implantação e ao mesmo tempo que transmita a ideia de profissionalismo.

Mas será que o Coworking é uma solução para todas as empresas?

O que é o Coworking?

O Coworking é um sistema de trabalho em um espaço determinado dentro de uma grande área compartilhada com outras empresas ou profissionais independentes, de variados segmentos de mercado.

O principal objetivo ao usar estes espaços e reduzir muito o custo operacional em relação a um escritório próprio, pois as despesas são compartilhadas entre os usuários na forma de alugueis mensais.

O espaço de Coworking deve contar com diversos serviços que ajudam a criar um ambiente corporativo, como:

  • Internet de alta velocidade
  • Salas de reunião
  • Recepcionista (bilingue em alguns casos)
  • Sistema de telefonia
  • Segurança e limpeza

Coworking pode trazer qualidade para os negócios!

O pacote acima é o básico de um espaço de Coworking, mas é importante destacar que ele também deve:

  • Ser bem localizado, com acesso fácil de transporte público e estacionamento;
  • Ter um estilo visual próprio para empresas de segmentos parecidos, pois cria uma identidade que agrada a todos;
  • Ser confortável, bem iluminado e com o máximo de ergonomia possível.

Um ganho importante que veio com o crescimento destes espaços é a interação de negócios. Você pode estar trabalhando ao lado de uma potencial cliente ou conversando no café com uma possível fornecedora.

Onde o Coworking é mais vantajoso?

Quando se trata de criar uma estrutura para os colaboradores, cada empresa tem a sua história e características que ajudam a definir o melhor modelo.

O Coworking, por tudo que falamos até agora, tem um perfil mais adequado às pequenas, micro e empresas individuais e para profissionais autônomos, pela relação custo x benefício que oferece.

Investir em um escritório básico de 30 m² com infraestrutura, equipamentos e mobiliário pode custar de até 15 vezes o valor de um aluguel, dependendo da localidade.

E este modelo atende muito os negócios que se beneficiam das relações abertas entre empresas, com a troca constante de ideias, como as agências digitais, produtoras de conteúdo, desenvolvedores web, assessorias e consultorias.

Mas o Coworking pode não ser a melhor opção para o seu negócio!

Como primeiro motivo, o porte da empresa. O modelo de compartilhamento pode não funcionar bem para médias e grandes empresas ou que precisam de uma grande estrutura administrativa para suportar unidades de produção ou filiais.

Tanta gente, equipamentos e rotinas vão encontrar problemas de relacionamento com os demais sócios do local e muita dificuldade de aumentar espaço quando precisar. Provavelmente um escritório próprio dará mais liberdade para os colaboradores e possibilidade para expandir.

Alguns segmentos lidam com segredos comerciais, estratégias na relação com o poder público, e ficaria difícil preservar com pessoas estranhas à volta – e com a rotatividade, já que a base do Coworking é não cobrar que você fique ali para sempre.

Outro aspecto, que para muitos negócios é fundamental, é a afinidade do espaço com o estilo do negócio. Certamente teremos advogadas independentes em Coworking – é até ideal para elas – mas para alguns escritórios de advocacia talvez não seja uma forma eficiente de transmitir os valores do negócio.

 

Conforme vimos neste artigo, algumas perguntas são importantes antes de decidir ou não pelo Coworking

  • O Coworking combina com o estilo da empresa?
  • O espaço é adequado e confortável? Tem chance de expandir?
  • O nível de segurança empresarial atende o negócio?

O custo de investir em uma estrutura própria pode parecer muito maior que alugar um espaço, na grande maioria das empresas, mas existe também o custo de limitar o crescimento e ter de mudar – se não conseguir expandir.

Se optar por seu próprio espaço, antes de decidir, veja ótimas dicas e imóveis em www.lancamentosrj.com.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *