Veja essas dicas de como escolher uma boa babá!

Enfim está chegando o fim da licença-maternidade e é hora de voltar ao trabalho!

Por mais amor que você tenha ao seu filho, voltar a ser profissional diariamente é também muito importante em sua vida, além de manter a renda com a qual você sustentará seu bebê.

E poderá pagar a babá que tomará conta dele, não é mesmo?

Esta tarefa nunca é simples: escolher uma pessoa que passará o dia com a pessoa mais importante da sua vida! Vai criar um laço afetivo e compartilhará momentos incríveis com seu filho, mas acima de tudo deverá ter respeito, carinho e zelar pela segurança dele.

Então resolvi reunir aqui algumas dicas de como escolher uma boa babá. As experiências de mães ajudam bastante a encontrar formas de contratar uma profissional com a melhor qualificação possível.

01 – Defina claramente o que você espera de uma babá

Ela vai trabalhar em que período (hora de entrar a sair)? Quais dias da semana? Pretende contar com ela eventualmente nos fins de semana? Prefere que ela durma no serviço?

São várias perguntas, mais do que coloquei acima. A partir das respostas, você poderá:

  • Entender legalmente qual será o regime de trabalho que você poderá contratar.
  • Qual a média salarial da sua região.
  • Quais os adicionais de valor para trabalhos à noite e fins de semana e feriados.
  • Quais itens você realmente pode contratar – limitações legais.

Não esqueça dos direitos e benefícios trabalhistas!

Entendemos que uma babá será uma mensalista, naturalmente. Sendo assim, é crucial entender as exigências legais e trabalhistas para a contratação. Os principais são:

  • Como registrar o contrato de trabalho.
  • Quais impostos a pagar a cada mês trabalhado (e os prazos).
  • O que deve ser pago diretamente a ela (descontos de salário).

Existem diversos sites sérios que respondem estas e outras questões. Caso ainda esteja em dúvida sobre como agir, eu recomendo uma consulta a um advogado trabalhista.

02 – Para cada candidata, solicite um currículo

Pode parecer estranho, afinal em algumas profissões não se convenciona usar o currículo como instrumento de avaliação. Mas erramos muito ao pensar assim.

Uma babá com experiência e formações especificas – primeiros socorros, recreação infantil e outros – pode (e deve) ter um currículo. Aliás, é uma vantagem para ela no mercado de trabalho cada vez mais exigente.

Com o currículo, você terá acesso às referências – se não tiver, pode pedir pessoalmente. Algumas profissionais já têm cartas de recomendação, porém é importante confirmar com as pessoas que fizeram.

03 – A entrevista

Este é o momento mais importante, não para a sua decisão mas para o apoio dos familiares – que vivem e que terão uma relação próxima com a criança.

  • A entrevista deve ser sempre na sua residência, para que a candidata se acostume com o ambiente onde a criança estará.
  • Se possível, marque em um horário que os demais moradores estejam, para que todos possam avaliar à distância. Mas importante: limite a entrevista a você, para que o excesso de pessoas não intimide a candidata e faça você perder o foco. Se quiser, pode coletar perguntas das demais pessoas.
  • Pergunte detalhes de cada experiência anterior – idade das crianças, atividades, horário de trabalho e tempo em cada uma.
  • Faça outras perguntas que julgar pertinentes, mas cuidado: não seja invasiva com questões que não tenham relação com as condições do trabalho.

04 – Busque informações com as referências dadas

Contate todas as pessoas  e questione algumas perguntas básicas:

  • Como foi o nível de trabalho da candidata
  • Com era o regime de trabalho
  • Se era pontual e vestia-se adequadamente
  • O motivo da saída dela
  • Se a pessoa recomenda o trabalho dela
  • Confirmar a carta de recomendação

Com essa informações, você poderá definir se a candidata preenche os requisitos que você definiu.

 

Essa tarefa não é nada fácil, pois é muito difícil confiar em uma pessoa para cuidar de um bebê, por isso eu te aconselho a pesquisar um serviço de baba adequado e de qualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *